Paul Setúbal, Compensação por Excesso (Compensation by Excess) (2018). Performance view: Performance sector, SP-Arte, São Paulo (11–15 April 2018).

Performance de longa duração na qual o artista sustenta com o peso de seu corpo uma escultura de Franz Weissmann "Coluna Vermelha", década de 1970 por cerca de 45 horas. O sistema de roldanas permite que o corpo do artista suporte o peso da obra, que a qualquer deslize pode cair. Paul Setúbal all rights reserved.

https://vejasp.abril.com.br/cultura-lazer/sp-arte-artista-sustentar-obra-meia-tonelada/

Na SP-Arte, artista vai sustentar obra de até meia tonelada

Tatiane de Assis

O artista Paul Setúbal apresenta a performance Compensação por Excesso na 14ª edição da SP-Arte, que acontece de 11 a 15 de abril, no Pavilhão Cicillo Matarazzo, no Parque Ibirapuera (o primeiro dia de visitação é reservado a imprensa e convidados). A proposta do trabalho é ousada: por meio de cordas presas ao seu corpo, ele vai suspender duas obras de grande porte. Uma delas terá cerca de meia tonelada.

Ainda em processo de produção, Setúbal não revela quais obras terá que sustentar com seus músculos e nervos, à custa de muita concentração. Ele revela que os pré-requisitos para seleção das peças foram a sua importância histórica, a cotação elevada no mercado de arte e a autoria de artistas que já morreram.

O artista adianta também o funcionamento da estrutura que possibilitará içar as peças.  “Vamos usar um sistema de roldanas, algo que é muito simples e primitivo. Ele permite uma redução do peso da obra, porém, a peça sempre ganha, imagina a responsabilidade de equilibrar uma coisa de meio milhão de reais?”, questiona Setúbal.

Paul Setúbal, Compensação por Excesso (Compensation by Excess) (2018). Performance view: Performance sector, SP-Arte, São Paulo (11–15 April 2018). Courtesy SP-Arte. Photo: Ênio Cesar.

https://ocula.com/magazine/reports/commentary-and-process-sp-arte-2018/

OCULA REPORT

Commentary and Process: SP-Arte 2018

Camila Belchior

 

SP-Arte's official 'Performance' programme, curated by Paula Garcia, brought together five long-duration performances that occurred simultaneously in an enclosed space in the pavilion. Although their closeness meant that performances seemed to fuse together, Paul Setúbal's struggle to maintain a large, 250-kilo sculpture by Franz Weissmann suspended in the air using his own body weight in Compensação por Excesso (Compensation by Excess) (2018), stood out. It was a visceral and pointed statement about the relationship between the historic and commercial value and weight of an artwork versus the role of a person in the art system.

Paul Setúbal, Compensação por Excesso (Compensation by Excess) (2018). Projects by Paul Setúbal.